Análise de “Berlin Alexanderplatz”, de Fassbinder – Capítulos 4 e 5

0

Episódio 4 – Um Punhado de Gente nas Profundezas do Silêncio

Um dos méritos de Fassbinder nesta obra monumental é o
inconformismo com os padrões narrativos. O ritmo e o tom modificam dependendo
do objetivo do episódio. Enquanto que o capítulo seguinte passa como um
trem-bala, pois os acontecimentos agarram o espectador e o mantém atento, neste
somos brindados por um profundo estudo do personagem, com os minutos mais
longos e uma sensação de angústia que somente se resolve nos segundos finais.
Franz está em seu período mais sombrio, entregue às ilusões do inebriante
álcool, preso em seu inferno pessoal, onde descobre que os homens são como os
animais, submissos à sua própria ignorância. Simbolizando este conceito, uma
sequência extremamente gráfica mostrando um homem vestido apenas com trapos
feitos de restos de animais (sua imagem, com longa barba branca, nos remete ao
Deus ocidental), que carrega uma ovelha até um matadouro, dando-lhe carinho
antes de sacrificá-la, cortando-lhe o pescoço e deixando verter seu sangue.

Nosso frágil protagonista é visto sempre acompanhado do enigmático e
mefistotélico Baumann (vivido porGerhard Zwerenz), que insiste em
chamá-lo de Jó, o personagem bíblico que é escolhido por Deus para uma série
extenuante de testes de fé, sendo retirado do seio de sua família (o uso
frequente de um coral ao longo do episódio reforça este tema). Franz ao final,
após resignar-se ao convívio com um punhado de gente das profundezas do
silêncio, encontra nos braços da prostituta Eva (vivida por Hanna Schygulla)
uma proposta de estabilidade emocional, levando-o a encarar novamente os olhos
da sociedade, sem subterfúgios.

Episódio 5 – Um Ceifador com a Violência de Nosso Senhor

Franz viveu experiências traumáticas, mas ainda se mantém
bastante ingênuo, pois aceita em seu convívio a figura de Reinhold (vivido por
Gottfried John), alguém que irá fazê-lo novamente ir contra suas convicções de
manter-se “limpo” em uma sociedade cada vez mais degradante. Aceitando uma
parceria espúria, fica responsável por “salvar” Reinhold de suas mulheres, para
que ele fique livre para novos contatos. O problema é que após conquistar a
paixão da mulher, Franz precisa fazer com que ela o odeie, para que a mesma
decida sair de sua vida e buscar outro amante. A primeira vítima é o reflexo de
Franz no espelho da vida, coerentemente chamada de Fränze (vivida por Helen
Vita), compartilha com nosso protagonista a aparência física e a conduta
perante o mundo. Ao trair cruelmente sua confiança, Franz trai a si próprio.

RECOMENDAMOS


Octavio Caruso
Viva você também este sonho...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here