Entardecer Sangrento (Decision at Sundown – 1957)

Randolph Scott era um ator bastante limitado, mas tinha carisma. Dentre seus projetos como protagonista no gênero, os cinéfilos normalmente celebram “O Resgate do Bandoleiro” (The Tall T – 1957), “Sete Homens sem Destino” (Seven Men from Now – 1956), ou “Terra do Inferno” (Man in the Saddle – 1951), aqueles mais dedicados vão se lembrar do interessante uso pioneiro do 3D em “O Pistoleiro” (The Stranger Wore a Gun – 1953). Filmes de baixo orçamento, uma espécie de “lado B” do faroeste americano.

Gosto demais da parceria dele com o diretor Budd Boetticher, especialmente de “Entardecer Sangrento”, que entrega um roteiro mais sólido, escrito por Charles Lang Jr., com personagens coadjuvantes verdadeiramente tridimensionais e interessantes, raridade nas obras de Scott, além de inserir mais nuances psicológicas no próprio protagonista, um homem rancoroso com atitudes mais sombrias, ousando até mostrar ele bêbado e humilhado no desfecho.

A temática, como em todos da parceria com o diretor, gira em torno de uma vingança contra o homem que eliminou sua mulher amada. Pode não ser tão divertido quanto “Sete Homens sem Destino”, mas é menos convencional, arrisca bem mais, com direito a um ótimo plot twist. Outro aspecto que soma pontos é inserir o herói em desvantagem, uma boa parte do tempo, dentro de um celeiro. O confinamento de personagens, na maior parte das vezes, funciona como estímulo criativo. Vale salientar também a trilha sonora do subestimado Heinz Roemheld, responsável também por “A Dama de Shanghai”, de Orson Welles.

Um dos meus momentos favoritos dura poucos segundos, ocorre na cerimônia de casamento, no primeiro ato, quando o padre solenemente recrimina o personagem de Scott por ser o único a entrar armado na igreja. É hilária a forma como ele sutilmente sorri e agradece, como se fosse um elogio, pouco antes de pagar antecipado o sacerdote pela futura cerimônia de funeral.

* O filme está sendo lançado em DVD pela distribuidora “Classicline”.

RECOMENDAMOS



Viva você também este sonho...

1 COMENTÁRIO

  1. Conheci-o em 2012 e revi-o hoje!

    Histórico (com as datas que achei) do filme na tv aberta:

    1975 – 02/03 – DOMINGO – 00:00 – GLOBO – CORUJA COLORIDA
    1976 – 08/08 – 4ª – 00:00 – GLOBO – SESSÃO CORUJA (NO RJ NÃO)
    1978 – 16/10 – 2ª – 00:00 – GLOBO – SESSÃO CORUJA
    1979 – 21/05 – 2ª – 23:40 – GLOBO – SESSÃO CORUJA
    1980 – 17/05 – SÁBADO – 04:15 – GLOBO (NO RJ NÃO)
    1980 – 03/08 – DOMINGO – 06:30 – GLOBO
    1992 – 05/02 – 4ª – RECORD – SESSÃO BANG-BANG

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui