Lançamento do meu segundo livro (dias 4 e 9 de setembro)

    1

    Esta foi uma semana muito especial em minha vida, estou lançando meu
    segundo livro. “A Arte do Guerreiro Lúcido” é uma obra sobre
    esperança, uma celebração apaixonada do poder inspirador da cultura em momentos
    de crise.

    DSC 0803 - Lançamento do meu segundo livro (dias 4 e 9 de setembro)

    O artista dedicado que vive no Brasil já se acostumou com a
    frustração, basta ver o material que é valorizado e divulgado nos veículos
    diariamente, a vergonha alheia ganhando cada vez mais espaço, escritores sérios
    morrendo à míngua em estandes vazios na Bienal do Livro, enquanto tolos
    midiáticos imediatistas arrebanham multidão. Apesar de divulgar bastante nas
    redes sociais o novo livro, poucos são os profissionais que demonstram
    interesse em ajudar neste processo. Já me acostumei a ler mensagens de colegas
    que pensam em desistir, compreendo cada impulso, não é fácil trabalhar
    dependendo do interesse de outrem pelo aprimoramento intelectual constante. Boa
    parte sequer mensura a importância de se lançar um livro, afinal, nunca
    terminou a leitura de um tomo.

    DSC00806 - Lançamento do meu segundo livro (dias 4 e 9 de setembro)

    “Um país se faz com homens e livros”, Lobato
    afirmava. Eu acredito plenamente. Agradeço o carinho da editora Jaguatirica com
    o meu trabalho. E agradeço o carinho de todos que puderam estar
    presentes na Livraria Blooks de Botafogo no dia 4, e no estande da editora na Bienal do Livro (RJ) no dia 9, compartilhando comigo esta emoção. Que a minha paixão por
    cinema e literatura nunca esmoreça diante do cenário lastimável em que estamos
    inseridos.

    DSC00809 - Lançamento do meu segundo livro (dias 4 e 9 de setembro)

    RECOMENDAMOS


    Octavio Caruso
    Viva você também este sonho...

    1 COMENTÁRIO

    1. Parabéns, Octávio! E, força nessa batalha! Todos os que estão lutando, perseverando pela educação e pela "cultura de verdade" lastimam essa crise de desinteresse, típica de uma colônia que tem o seu povo inerte para o que é belo e real, escravizado pela ignorância, pela miséria e pelo autoritarismo cruel. Porém, para alguns (sorte da maioria) é impossível para de lutar pelo que vale a pena! São esses solitários os que fragilizam e fazem desmoronar o "status quo". Perseveremos, irmão! Você é um batalhador especial.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here