8 filmes que mostram que as feridas emocionais da infância não cicatrizam nunca

0

O tema é forte, mas importante, principalmente para pais e aqueles interessados em psicologia. Selecionei oito excelentes filmes que abordam vertentes do abuso psicológico e físico em crianças, cicatrizes internas que são carregadas por toda a vida.

Depois de Lúcia (Después de Lucía – 2012)

Desde a morte de sua esposa, Roberto não consegue dedicar muito tempo à sua filha Alejandra, uma jovem de 15 anos. Para escapar da depressão que passa a dominar a rotina dos dois, pai e filha deixam a cidade de Vallarda em busca de uma nova vida na Cidade do México. Envergonhada e incapaz de explicar para o pai as razões, Alejandra omitirá as humilhações e abusos emocionais e físicos sofridos em seu novo colégio. Os dois vão se distanciando cada vez mais, à medida que a violência toma conta de suas vidas.

Pelos Olhos de Maisie (What Maisie Knew – 2012)

Em meio ao conturbado divórcio dos pais, Maisie (Onata Aprile), uma garotinha de sete anos, tenta entender o que se passa. De um lado a mãe, Susanna (Julianne Moore), uma estrela do rock. Do outro o pai, Beale (Steve Coogan), um influente galerista. Unindo os dois, a menina, que logo descobre um novo significado para a palavra “família”.

Michael (2011)

Michael, 35 anos, é um corretor de seguros que leva uma vida aparentemente normal. Recentemente promovido, ele comemora junto aos colegas de trabalho. Em sua pequena casa no subúrbio, porém, guarda um segredo: o menino Wolfgang, de 10 anos, que mantém prisioneiro em seu porão e submete a uma rotina de abusos sexuais. Convivendo, os dois partilham de momentos de aparente naturalidade, seja assistindo à televisão ou dando pequenos passeios eventuais, que encobrem a verdadeira relação entre o molestador e a vítima.

Sybil (2007)

Depois de tentar suicídio, Sybil, que tem problemas de identidade, procura a ajuda da psiquiatra Cornelia Wilbur (impecável atuação de Jessica Lange). Ao longo de 11 anos de terapia, e da descoberta dos abusos que sofreu na infância, Sybil mostra as dezesseis personalidades que desenvolveu.

Pixote: A Lei do Mais Fraco (1980)

Pixote (Fernando Ramos da Silva) foi abandonado por seus pais e rouba para viver nas ruas. Ele já esteve internado em reformatórios e isto só ajudou na sua “educação”, pois conviveu com todo o tipo de criminoso e jovens delinquentes que seguem o mesmo caminho. Ele sobrevive se tornando um pequeno traficante de drogas, cafetão e assassino, mesmo tendo apenas onze anos.

Mistérios da Carne (Mysterious Skin – 2004)

Aos 8 anos, Brian Lackey (Brady Corbet) acordou do lado de fora de sua casa com o nariz sangrando, sem ter ideia de como tinha chegado lá. Depois do incidente ele nunca mais foi o mesmo: tem medo do escuro, urina na cama e é assombrado por pesadelos. Agora, aos 18 anos, ele acredita ter sido abduzido por alienígenas. Neil McComick (Joseph Gordon-Levitt), também de 18 anos, é um adorável forasteiro, o rapaz que todos admiram a distância. Quando seus caminhos se cruzam, eles descobrem que as memórias mais importantes de suas vidas não são o que parecem.

A Ira de Um Anjo (Child of Rage – 1992)

Casal adota uma menina de 7 anos, aparentemente angelical, mas que logo revela uma personalidade cruel, capaz de manipular os adultos e cometer atos violentos contra aqueles que se colocam em seu caminho. Posteriormente, descobrem que ela e seu irmão foram vítimas de negligência e maus tratos, incluindo violência sexual.

Para Sempre Lilya (Lilya 4-ever – 2002)

Lilya (Oksana Akinshina) tem 16 anos e vive em um subúrbio pobre, em algum lugar da antiga União Soviética. Sua mãe mudou-se para os Estados Unidos, com seu novo marido, e Lilya espera que ela lhe envie algum dinheiro. Após algum tempo sem receber notícias nem qualquer quantia dela, Lilya é obrigada a se mudar para um pequeno apartamento, que não possui luz nem aquecimento.

Octavio Caruso
Viva você também este sonho...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here