Crítica de “Origens Secretas”, de David Galán Galindo, na NETFLIX

0

Origens Secretas (Orígenes Secretos – 2020)

Um criminoso espalha caos pela cidade, eliminando pessoas anônimas sem vínculo aparente e recriando as primeiras aparições dos super-heróis mais famosos. Cosme (Antonio Resines), o melhor detetive da delegacia, está prestes a se aposentar contra a sua vontade, e o jovem e impulsivo David (Javier Rey) será seu substituto. Juntos, eles têm a missão de solucionar esse mistério e para isso contarão com a ajuda de Jorge (Brays Efe), filho de Cosme, um nerd gente boa, dono de uma loja de quadrinhos, e da delegada Norma (Verónica Echegui), fã de mangás e cosplay. 

A estreia do roteirista/espanhol David Galán Galindo em longas é uma (muito) esperta homenagem ao universo pop geek, principalmente quadrinhos, com o humor característico dos buddy cop e uma estrutura narrativa que bebe generosamente da fonte do “Seven”, de David Fincher, com toques do “Corpo Fechado”, de M. Night Shyamalan.

A cena inicial pré-créditos evidencia o leitmotiv da obra, o ato de enxergar a vida real como algo fantástico e a importância da mitologia na formação do indivíduo desde os primórdios da humanidade, mostrando um salvamento policial em um incêndio emoldurado por uma trilha épica, composta pelo argentino Federico Jusid, conscientemente exagerada, que emula a assinatura sonora das produções do popular subgênero cinematográfico dos super-heróis.

Outro breve momento que reforça a mensagem, a bela delegada, dando aula na loja de gibis, de máscara, capa e collant, quando confrontada por um debochado e sorumbático David, afirma que ele também está fantasiado, afinal, busca a aceitação de seus pares em seu ofício adequando-se ao molde, comportamental e até estético, de sua área profissional. A diferença é que alguns, mais seguros, abraçam carinhosamente a teatralidade sem culpa como elemento inspirador.

O mistério sobre a identidade do vilão é bastante previsível, mas a proposta não é ser um whodunnit, o que importa é a jornada do herói, a celebração de valores importantes, e, vale destacar, o timing do lançamento não poderia ser melhor, exatamente no momento em que grupos terroristas no mundo utilizam massa de manobra jovem para demonizar a polícia, “Origens Secretas”, que fala diretamente aos mais novos, entrega um terceiro ato inesperadamente emocionante protagonizado por um herói cujo traje representa e honra o legado de um policial. Bravo!

  • Há uma cena pós-créditos. 

Cotação: Azhar movie Star Ratings 2 - Crítica de "Origens Secretas", de David Galán Galindo, na NETFLIX

Octavio Caruso
Viva você também este sonho...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here