Eu selecionei os melhores filmes dentre os títulos que acabam de entrar (ou voltar) na Netflix, para facilitar o seu garimpo cultural diário. Prepare a pipoca e boa sessão!

Um Sonho de Liberdade (The Shawshank Redemption – 1994)

Andy Dufresne (Tim Robbins) é condenado a duas prisões perpétuas consecutivas por crimes que ele não cometeu. No presídio, durante 19 anos, ele faz amizade com Red (Morgan Freeman), um prisioneiro que cumpre pena há 20 anos e controla o mercado negro da instituição.

LEIA MINHA CRÍTICA COMPLETA AQUI.

Samba (2014)

Samba (Omar Sy) é um imigrante do Senegal que vive há 10 anos na França e, desde então, tem se mantido no novo país às custas de empregos pequenos. Alice (Charlotte Gainsbourg), por sua vez, é uma executiva experiente que tem sofrido com estafa devido ao seu trabalho estressante. Enquanto ele faz o possível para conseguir os documentos necessários para arrumar um emprego digno, ela tenta recolocar a saúde e a vida pessoal no trilho, cabendo ao destino determinar se eles estarão juntos nessa busca em comum.

O Culpado (The Guilty – 2021)

Refilmagem competente do excelente filme dinamarquês “Culpa”, de 2018. Um correspondente do serviço de emergência responde à uma chamada de uma mulher sequestrada. Após perder a linha, a busca pela mulher e seu sequestrador começa. Com seu telefone como única ferramenta, ele luta contra o tempo para resolver um crime que é bem maior do que parece.

O Resgate do Soldado Ryan (Saving Private Ryan – 1998)

Durante a Segunda Guerra Mundial, o alto comando do exército descobre que quatro irmãos Ryan estavam nas forças armadas e que três deles foram eliminados. O Capitão John Miller (Tom Hanks) é designado para salvar o último soldado da família Ryan que ainda está vivo e retirá-lo do conflito.

Clube da Luta (Fight Club – 1999)

Um explosivo sofredor de insônia (Edward Norton) e um carismático vendedor de sabonete (Brad Pitt) canalizam agressão transformando-a em uma nova forma de terapia. O seu conceito pega, e formam-se diversos clubes da luta clandestinos em cada cidade, até que uma mulher excêntrica (Helena Bonham Carter) entra na jogada e desencadeia uma situação fora de controle rumo ao caos.

LEIA MINHA CRÍTICA COMPLETA AQUI.

Psicose 3 (Psycho 3 – 1986)

Tudo parece calmo no famigerado Bates Motel, o pequeno motel de beira de estrada administrado pelo aparentemente recuperado Norman Bates (Anthony Perkins). Até que a chegada de uma nova hóspede, Maureen, uma ex-noviça, desperta terríveis recordações em Norman – ela é uma sósia de Marion Crane, uma de suas primeiras vítimas. Novos crimes começam a acontecer, levantando a suspeita de que “Mamãe Bates” possa ter voltado a atacar. Pérola dirigida pelo próprio Anthony Perkins.

RECOMENDAMOS



Viva você também este sonho...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui