Tesouros da Sétima Arte – “Uma Dupla Desajustada”, de Herbert Ross

    0

    Uma Dupla Desajustada (The Sunshine Boys – 1975)

    Lewis (George Burns) e Clark (Walter Matthau) eram
    comediantes famosos durante a era do teatro de vaudeville. Fora do palco, no
    entanto, eles não se suportavam. Tanto que, passada a fase de sucesso, ficaram
    sem falar durante mais de 20 anos. Até que Ben (Richard Benjamin), sobrinho de
    Clark, tornou-se produtor de teatro e decidiu produzir uma montagem especial
    estrelada pela famosa dupla. O problema será convencer ambos a deixar as
    diferenças de lado para subir ao palco e protagonizar uma histórica volta ao
    show.

    Adaptado da peça de Neil Simon, que havia estreado com muito
    sucesso na Broadway três anos antes, o roteiro, escrito pelo próprio autor, mantém
    a estrutura teatral sem arroubos de criatividade, com foco no texto defendido
    por Walter Matthau e George Burns, que estava afastado das telas por mais de
    três décadas. A ausência de trilha sonora reforça a atenção do público nos
    diálogos sempre espirituosos. Woody Allen, grande fã da peça, interpretou Lewis
    numa adaptação televisiva na década de noventa. Um dos aspectos mais interessantes
    da trama é que ela nos faz querer ver os dois astros do vaudeville em ação, o
    que ocorre no terceiro ato, apenas para constatar que eles são muito mais
    interessantes fora dos palcos, as suas personalidades turronas garantem risadas
    mais gostosas do que as brincadeiras roteirizadas de seus espetáculos. O silencioso
    ensaio para a cena do consultório médico é hilário, com os dois tentando
    ajustar a posição da mobília, um timing cômico impecável.

    Burns recebeu o prêmio de Ator Coadjuvante da Academia e foi
    redescoberto por uma nova geração, trabalhando em pérolas divertidas como “Alguém
    Lá em Cima Gosta de Mim” e sua sequência “A Menina Que Viu Deus”. A realidade do
    vaudeville é uma incógnita para grande parte dos brasileiros, duplas como Smith
    e Dale, ou Gallagher e Shean, fontes de onde Simon bebeu para criar sua peça, tiveram
    grande importância na época áurea da comédia, assim como o próprio George
    Burns, que se apresentava com sua esposa Gracie Allen, Abbott e Costello, “Fatty”
    Arbuckle, Stan Laurel, Oliver Hardy e os Irmãos Marx, artistas que ficaram mais
    famosos por terem conquistado também as telas do cinema. Esse tesouro resgatado
    pela Classicline pode servir como uma excelente desculpa para que os cinéfilos
    busquem conhecer mais sobre esse período fascinante.

    * O filme está sendo lançado em DVD pela distribuidora “Classicline”.

    RECOMENDAMOS


    Octavio Caruso
    Viva você também este sonho...

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here