O encanto de James Stewart em “As Férias do Papai”, de Henry Koster

0

As Férias do Papai (Mr. Hobbs Takes a Vacation – 1962)

Quando o cansado banqueiro Roger Hobbs (James Stewart)
sugere à sua esposa (Maureen O’Hara) que os dois façam uma viagem romântica,
ela sugere que eles tirem férias com a sua grande família. Mal imaginavam eles
que mais de 10 pessoas iriam aparecer para essas “férias” e que um
turbilhão de confusões estaria prestes a começar.

Deliciosa comédia típica dos anos sessenta, com a bela
Maureen O´Hara e James Stewart se divertindo fora de sua zona de conforto, em
interpretação que o levou a receber o prêmio de Melhor Ator no
Festival de Berlim. Com clara inspiração no trabalho de Jacques Tati, especialmente na cena em que Stewart confronta uma simples máquina e na
sequência em que ele busca pássaros exóticos, o roteiro episódico abusa do
humor físico e das inteligentes sacadas nos diálogos, incluindo também uma bela
lição sobre união familiar. Excelente a sequência em que pai e filho se
aproximam em um passeio de barco.

Engraçado perceber a crítica que é feita à
ascensão da televisão, que estava prejudicando a indústria de cinema,
colocando-a como uma máquina maléfica (que só passa faroeste, uma possível
piada interna com Stewart) que divide famílias. A presença do ídolo fabricado
da época: Fabian, numa tentativa frustrada de emular o carisma de Elvis
Presley, conduz para um desnecessário, ainda que breve, interlúdio musical. A
trilha sonora de Henry Mancini emoldura com perfeição e habitual elegância a
ótima produção.

RECOMENDAMOS


Octavio Caruso
Viva você também este sonho...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here