“Loja do Doido”, de John Paddy Carstairs

    0

    Loja do Doido (Trouble in Store – 1953)

    Norman Wisdom, Norman Sapiência, sobrenome perfeito para a
    comédia, especialmente considerando que o tipo que o tornou famoso é um
    tremendo pateta, espécie de Jerry Lewis britânico que nunca chegou a ser muito
    conhecido no Brasil, apesar de ter salvado a indústria de seu país durante a
    década de cinquenta.

    O garimpo na internet me possibilitou entrar em contato com
    suas obras, que não foram lançadas por aqui nem em VHS. Ele fez mais de quinze
    filmes, foi citado por Charles Chaplin como seu “palhaço favorito”, mas a
    qualidade das obras varia muito, o seu melhor momento está registrado em “Loja
    do Doido”, a sua premiada estreia, em que recebeu o BAFTA de revelação mais
    promissora do ano, um exagero, grande parte do mérito da obra está na criatividade
    visual da direção, gags como a do carro e da bicicleta logo no início. A voz
    aguda dele em situações de desespero, a gargalhada contagiante e a
    personalidade ingênua são características muito similares às que facilmente identificamos
    no tipo que Lewis já defendia nas produções da Paramount com Dean Martin, mas é
    possível que Frank Tashlin tenha se inspirado neste filme para trabalhar o
    conceito de “Errado pra Cachorro”, realizado dez anos depois e protagonizado
    por Lewis, também ambientado em uma loja de departamentos.

    A trama é simples, Norman, que trabalha no almoxarifado, conhece
    o novo chefe e já comete uma tremenda gafe, o que faz com que seja despedido.
    Ele então passeia pela loja, tomando laranjada num saloon estilizado do velho
    oeste, ajudando indiretamente nos furtos de uma idosa (a respeitada Margaret
    Rutherford) bastante ousada, declarando desajeitadamente seu amor de forma
    musical para uma jovem atendente, até que consegue seu emprego de volta, o que
    abre diversas possibilidades cômicas, pastelão de alto nível, como a ótima
    sequência em que tenta provar sua competência como vitrinista.

    RECOMENDAMOS


    Octavio Caruso
    Viva você também este sonho...

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here