Acredite! Este mundo ainda tem jeito. Veja 6 filmes que vão te PROVAR!

0

A empatia é FUNDAMENTAL, o cinema pode ajudar a estimular os melhores valores no indivíduo mais desesperançado. E, pelo exemplo, ele pode mudar outrem, construindo aos poucos uma sociedade mais justa e digna. Selecionei 6 títulos que cumprem com eficiência esta função. Boa sessão!

O Caçador De Pipas (The Kite Runner – 2007)

Kabul. Amir (Zekeria Ebrahimi) e Hassan (Ahmad Khan Mahmidzada) são dois amigos, que se divertem em um torneio de pipas. Após a vitória neste dia um ato de traição de um menino marcará para sempre a vida de ambos. Amir passa a viver nos Estados Unidos, retornando ao Afeganistão apenas após 20 anos. É quando ele enfrenta a mão de ferro do governo talibã para tentar consertar o ocorrido em seu passado.

A Invenção de Hugo Cabret (Hugo – 2011)

Hugo é um garoto de 12 anos que vive em uma estação de trem em Paris no começo do século 20. Seu pai, um relojoeiro que trabalhava em um museu, morre momentos depois de mostrar a Hugo a sua última descoberta: um androide, sentado numa escrivaninha, com uma caneta na mão, aguardando para escrever uma importante mensagem. O problema é que o menino não consegue ligar o robô, nem resolver o mistério.

Laços de Ternura (Terms of Endearment – 1983)

Aurora e Emma vivem os altos e baixos da relação mãe-filha. Enquanto Aurora, mãe protetora e viúva há alguns anos, não aprova o casamento de sua filha, Emma vive o drama de saber que seu marido a trai. Entre desentendimentos e alegrias, Aurora começa a se relacionar com o ex-astronauta Garrett Breedlove, um vizinho paquerador, enquanto Emma descobre que tem câncer.

Escritores da Liberdade (Freedom Writers – 2007)

Quando vai parar numa escola corrompida pela violência e tensão racial, a professora Erin Gruwell combate um sistema deficiente, lutando para que a sala de aula faça a diferença na vida dos estudantes.

A Felicidade Não Se Compra (It’s a Wonderful Life – 1946)

Em Bedford Falls, no Natal, George Bailey (James Stewart), que sempre ajudou a todos, pensa em se suicidar saltando de uma ponte, em razão das maquinações de Henry Potter (Lionel Barrymore), o homem mais rico da região. Mas tantas pessoas oram por ele que Clarence (Henry Travers), um anjo que espera há 220 anos para ganhar asas, é mandado à Terra, para tentar fazer George mudar de ideia, demonstrando sua importância através de flashbacks.

Descalços no Parque (Barefoot in the Park – 1967)

O mestre da comédia da Broadway, Neil Simon (que faleceu neste final de semana), adaptou sua peça sobre um jovem e conservador advogado e sua alucinada noiva para o cinema. O resultado é este filme ardente, animado e apaixonante. Robert Redford é o advogado certinho. Jane Fonda é a nova esposa, que dedica todos os seus momentos da sua vida à busca de diversão. Aos poucos, o êxtase da lua de mel cede espaço para a realidade do dia a dia.

 

RECOMENDAMOS


Octavio Caruso
Viva você também este sonho...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here