Vergonha de ser brasileiro

1

Triste noite, o incêndio no Museu Nacional do Rio de Janeiro é o símbolo de uma cidade abandonada. Vejo da janela as chamas, o local tão lindo que visitei tantas vezes, desde criança nas excursões escolares, dois séculos de história perdidos para sempre. A cultura chora, tentando resistir à estupidez de um povo que, por décadas, elegeu governantes e prefeitos incompetentes. Que país vergonhoso.

40655643 2038632599521888 348472717021806592 n - Vergonha de ser brasileiro

Registro de uma das minhas visitas ao Museu Nacional do Rio de Janeiro, hoje, destruído pelas chamas. Um patrimônio inestimável perdido em questão de horas. “Nação”? Não, um esgoto a céu aberto. Um povo que não valoriza cultura, que despreza a memória. Uma classe política NOJENTA, reflexo cristalino de seus eleitores. Vergonha!

A notícia é INACREDITÁVEL. “Bombeiros estão com dificuldade para combater o fogo por FALTA DE ÁGUA NOS HIDRANTES”. Há testemunhas que viram bombeiros CHORANDO porque as mangueiras estavam COM FUROS. Bravos e valorosos profissionais, infelizmente prejudicados por um sistema podre.

Eu postei as mensagens acima na noite de ontem, enquanto via pela janela com lágrimas nos olhos a destruição do Museu Nacional. A revolta é grande, a vontade é desistir deste país. Acordo todos os dias pensando em maneiras de propagar cultura, valorização da memória e o amor pelo garimpo intelectual, mas grande parte do povo não merece este tipo de atitude. Sim, eu tenho moral para apontar o dedo e afirmar que a culpa é SUA! Você que pensa (e faz) política há décadas sem maturidade emocional, elegendo de forma inconsequente candidatos bizarros, você, carioca, que em 2016 deu uma aula torpe em simbologia para as crianças de hoje e amanhã, elegendo (por ação ou omissão) para a prefeitura um estelionatário neopentecostal da gangue de quem explora a miséria e a fé alheia, ato mais vil possível, em uma disputa com um PROFESSOR DE HISTÓRIA. Na época, escrevi diversos artigos abordando este absurdo pelo viés simbólico, mas o brasileiro justiceiro bobo alegre que acordava desajeitado do coma existencial pensava cegamente em lutar contra a “esquerda”.

A classe política é nojenta e reflete de forma cristalina o modus operandi de grande parte do povo. O descaso não é responsabilidade de um governo, como muitos oportunistas sem caráter tentam agora defender, mas de TODOS aqueles que limparam os traseiros com a bandeira brasileira nas últimas décadas. Eu tenho moral para esbravejar porque vivo cultura e sempre me posicionei de forma coerente no tema e, principalmente, porque, por 10 anos, perdi noites de sono, sem folga, sem férias, sem finais de semana, trabalhando em minha área e sabendo que não recebia remuneração alguma, motivado pela esperança de que os meus esforços pudessem inspirar outrem, para que, em longo prazo, a situação nacional fosse menos deplorável. Ao contrário do prefeito, que concede entrevistas hoje com um quase sorriso no rosto, demonstrando desconhecer (ou desprezar) o valor inestimável do material que se perdeu no incêndio, reduzindo o local ao seu valor histórico como Palácio Imperial, choro ao lado de todos aqueles profissionais que dedicaram suas vidas à sobrevivência deste patrimônio, contra todas as probabilidades, e, mais, choro pelas crianças que ainda vão nascer nesta terra sem honra. Não há como reconstruir o que se perdeu. O que resta é apenas uma vergonha profunda de ser brasileiro.

RECOMENDAMOS


Octavio Caruso
Viva você também este sonho...

1 COMENTÁRIO

  1. Diante de tudo q vc expôs tão claramente so posso me juntar a vc neste lamento q infelizmente nao sera, mais uma vez ouvido pq no, sso povo esta avesso e cego a cultura, apenas c tb nossos dirigentes voltados a ganância e poder, pra q instruir o povo, se qto maiss burro melhor e conduzi los para o buraco imenso da ignorância

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here