Slashers – “Comunhão”, “Horário de Visitas”, “O Trem do Terror” e “A Iniciação”

0

pic2 11 - Slashers - "Comunhão", "Horário de Visitas", "O Trem do Terror" e "A Iniciação"

Comunhão (Alice, Sweet, Alice – 1976)

Menina é assassinada brutalmente durante a primeira comunhão na Igreja. As suspeitas recaem sobre sua irmã, com seu comportamento estranho. Com forte comentário social, esse é um dos melhores slashers de todos os tempos.

Inspirado por Hitchcock e “Inverno de Sangue em Veneza”, de Nicolas Roeg, o roteirista/diretor Alfred Sole criou esta pequena pérola embrionária do slasher, dois anos antes do “Halloween” de Carpenter, com os pés fincados nos gialli italianos, que segue eficiente em revisão, com uma trama bastante original e com reviravoltas que não envelheceram sequer um dia! É uma pena que a participação breve de uma estreante Brooke Shields tenha desviado o foco do projeto, que, na temática da punição pelos pecados, foi o precursor de filmes como “Seven”. Talvez o elemento mais bizarro seja a figura do vizinho de caráter distorcido, vivido pelo leão de chácara Alphonso DeNoble, que, na vida real, também ganhava uns trocados de viúvas em passeios noturnos por cemitérios vestido de padre, em suma, um trambiqueiro. É curioso como a obra critica os preconceitos estimulados pelos dogmas católicos, viés corajoso que merece ser destacado.

MV5BYjNjZmFmOGItYTE1OS00YmE1LWI5NTctZGFmYWYwOGFiZDYwXkEyXkFqcGdeQXVyMzU4ODM5Nw@@. V1 - Slashers - "Comunhão", "Horário de Visitas", "O Trem do Terror" e "A Iniciação"

Horário de Visitas (Visiting Hours – 1982)

Apresentadora de TV é internada em hospital para se recuperar do ataque de um psicopata. Mas o terror logo se instala no local. Ótimo e injustamente esquecido slasher canadense ambientado dentro de um hospital.

É impressionante como este filme é pouco comentado, considero o mais interessante deste box da Versátil, um roteiro (de Brian Taggert) que utiliza as convenções do slasher para trabalhar uma alegoria sobre a violência doméstica, discutindo o porte de arma como opção contra este tipo de abuso. A protagonista, vivida por Lee Grant, uma ativista feminista, sofre perseguição por defender na televisão uma mulher que atirou no marido que a agredia. A opinião pública não pensou duas vezes antes de destruir a imagem da vítima, o psicopata é apenas uma projeção deste viés ideológico distorcido, uma crítica corajosa que é estabelecida logo na primeira cena, dando o tom da obra, que remete aos thrillers iniciais de Brian De Palma. E vale destacar no elenco a presença sempre carismática de William Shatner, o eterno Capitão Kirk, de “Jornada nas Estrelas”.

MV5BMTg2Y2MzMDgtZmRjZC00M2IzLTlhZTEtNzBhNmQ4OTE1NThkXkEyXkFqcGdeQXVyMjUyNDk2ODc@. V1 - Slashers - "Comunhão", "Horário de Visitas", "O Trem do Terror" e "A Iniciação"

O Trem do Terror (Terror Train – 1980)

Os rapazes da Sigma Phi convidam os amigos para a Festa de Ano Novo dentro de um trem, sem saber que, entre eles, se esconde um terrível assassino. Clássico do slasher com a rainha do gênero: Jamie Lee Curtis.

Estreia do diretor canadense Roger Spottiswoode, que viria a dirigir até um ótimo capítulo da franquia 007 (“O Amanhã Nunca Morre”), que não esconde sua inspiração em “Halloween”, utilizando até mesmo sua protagonista, a bela Jamie Lee Curtis, transpondo a ação para dentro de um trem. Assim como “A Morte Convida para Dançar”, a justificativa é uma brincadeira que foge do controle, por conseguinte, inspirando uma vingança. Os números de mágica protagonizados por um canastrão David Copperfield prejudicam um pouco o ritmo, mas fazem parte do charme da produção. O clima de mistério é eficiente, conduzindo ao excelente terceiro ato, envolvendo a perseguição do assassino pelos claustrofóbicos vagões.

daphne - Slashers - "Comunhão", "Horário de Visitas", "O Trem do Terror" e "A Iniciação"

A Iniciação (The Initiation – 1984)

Uma jovem está entrando em uma fraternidade feminina. Sua iniciação será passar uma noite numa escura loja de departamentos. Só que um psicopata tem a mesma ideia. Slasher divertido e bem construído, com várias mortes elaboradas.

A bela Daphne Zuniga protagoniza este curioso slasher dirigido por Larry Stewart, veterano da televisão. Claro que contar com a presença de Vera Miles, um dos medalhões da era de ouro do cinema, conhecida pelos fãs do gênero por “Psicose”, de Hitchcock, ajuda bastante no resultado. O conceito do ambiente restritivo em que ocorrem os assassinatos, uma loja de departamentos, o que remete diretamente à “O Despertar dos Mortos”, de Romero, garante um fascínio extra ao projeto, que conta com sequências bastante criativas de pura brutalidade e uma reviravolta final realmente surpreendente.

slashers 4 arte 3d - Slashers - "Comunhão", "Horário de Visitas", "O Trem do Terror" e "A Iniciação"

Adquira o DVD “Slashers 4”, com extras imperdíveis, na loja online da distribuidora Versátil:  https://www.versatilhv.com.br/produto/380798/slashers-vol-4-edicao-limitada-com-4-cards-digistack-com-2-dvds

RECOMENDAMOS


Octavio Caruso
Viva você também este sonho...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here