“A Sun”, SURPREENDENTE drama familiar que ACABA de entrar na NETFLIX

0

A Sun (2019)

A vida de uma família é transformada depois da prisão do filho mais novo e de uma tragédia devastadora.

O roteirista/diretor taiwanês Chung Mong-hong levou o prêmio Golden Horse por seu trabalho nesta pérola que, graças à popularidade mundial da Netflix, agora terá chance de justo reconhecimento. A longa duração e o ritmo lento, diferente do mainstream norte-americano usualmente consumido pelo público brasileiro, podem ser um obstáculo considerável, mas eu não subestimo a inteligência de quem me lê neste momento, afinal, “Devo Tudo ao Cinema” é o porto seguro de todo cinéfilo dedicado e apaixonado por esta arte.

Os primeiros dois minutos chocam pela brutalidade do que ocorre, especialmente contrastando com a sua moldura, a ternura inerente à bela trilha sonora minimalista composta por Lin Sheng-xiang, mas a intenção é exatamente fazer o espectador sentir o impacto avassalador daquele evento na vida da família Chen. Vale ressaltar que, apesar de ser uma obra densa, o clima é mantido leve graças à espertos alívios cômicos inesperados.

CE ASun 4 - "A Sun", SURPREENDENTE drama familiar que ACABA de entrar na NETFLIX

O pai (Chen Yi-wen), instrutor de autoescola, a mãe (excelente Samantha Shu-Chin Ko), cabeleireira, pessoas simples que sempre tentaram fugir de qualquer tipo de risco social. Os filhos, A-Hao (Greg Han Hsu), o mais velho, estudioso e introvertido, aquele que carrega o fardo de ser a esperança de um futuro respeitável, principalmente após a atitude criminosa de A-Ho (Wu Chien-ho), que sempre foi rebelde e inconsequente. Ao saber que o jovem foi detido e sentenciado, o pai friamente pede que o juiz seja correto e aplique uma sentença dura, algo que enfraquece ainda mais o psicológico abalado da esposa.

O roteiro vai lentamente adicionando camadas, novas informações que desafiam cada vez mais a nossa (público e personagens) capacidade de definir uma visão fácil e maniqueísta do material humano apresentado, com a fotografia (operada pelo próprio diretor) no segundo ato espertamente absorvendo o leitmotiv representado pelo bonito discurso do filho mais velho sobre o sol ser o que há de mais justo no mundo, praticamente utilizando sombras e luz como elemento narrativo, preenchendo lacunas mais perceptíveis em revisão, pura sensibilidade. A poesia deste discurso fica na mente após a sessão, A-Hao, um farol de boas atitudes, um espírito solar, sofre calado por não encontrar um canto sossegado para se esconder à sombra, em suma, ele se sente pressionado a ser sempre o consolador, nunca o consolado.

“A Sun” explora lindamente temas como perdão, empatia, egoísmo e paz interior, recompensando a paciência do público com um terceiro ato poderoso, envolvente, filosoficamente profundo e emocionalmente intenso.

Cotação: Azhar movie Star Ratings 2 - "A Sun", SURPREENDENTE drama familiar que ACABA de entrar na NETFLIX

RECOMENDAMOS


Octavio Caruso
Viva você também este sonho...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here