Henry – Retrato de Um Assassino (Henry: Portrait of a Serial Killer – 1986)

Henry é um rapaz que vive com seu ex-colega de prisão e sofre de distúrbio que o leva a eliminar pessoas de formas bárbaras. Quando o colega e sua irmã, que também sofrem de perturbações psicológicas, descobrem seus feitos, são atraídos pela violência, mas ao mesmo tempo se tornam vítimas em potencial.

Já citei o “Guia de Vídeo – Terror”, lançado pela Editora Escala no início dos anos 90, escrito pelo Guilherme de Martino, em alguns textos sobre meus anos de garimpo adolescente nas locadoras de vídeo. “Henry”, dirigido por John McNaughton, era uma das pérolas indicadas pelo livro que eu não conseguia encontrar em lugar algum, para um apaixonado por terror aquele filme parecia ser praticamente o Necronomicon aberto, relia milhões de vezes o trecho sobre ele, eu cheguei a sonhar com sequências imaginárias, mas o VHS eu nunca vi, somente fui entrar em contato com o filme no início da era da internet.

Alguns anos mais tarde li sobre a vida do verdadeiro Henry Lee Lucas, eu fiquei sem dormir, recomendo que assistam ao ótimo documentário que vem na caixa, não há horror na literatura e no cinema que supere a vida real. O roteiro não chega nem perto de retratar os aspectos mais grotescos de seus crimes, mas, ainda assim, perturba o espectador pela crueza com que aborda o cotidiano do protagonista, um relato realista quase documental, elemento realçado pela fotografia suja, com o orçamento irrisório ajudando a compor uma pegada snuff altamente coerente com o tema. Michael Rooker, vivendo Henry, está possuído pelo capiroto, os seus olhares arrepiam mais do que as cenas que mostram as consequências de seus atos.

A ausência de qualquer personagem moralmente correto estabelece um tom depressivo raras vezes alcançado em produções do gênero. Lançado em um período em que a indústria norte-americana estava dominada pelos slashers, McNaughton insere um subtexto de crítica à violência como entretenimento.

* Você encontra o filme em DVD e, claro, garimpando na internet.

RECOMENDAMOS



Viva você também este sonho...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui