No “Dica do DTC”, a nova seção do “Devo Tudo ao Cinema”, a intenção não é entregar uma longa análise crítica, algo que toma bastante tempo, mas sim, uma espécie de drops cultural, estimulando o seu garimpo (lembrando que só serão abordados filmes que você encontra com facilidade em DVD, streaming ou na internet). O formato permite que mais material seja produzido, já que os textos são curtos e despretensiosos. 

***

Horário de Visitas (Visiting Hours – 1982)

Apresentadora de TV é internada em hospital para se recuperar do ataque de um psicopata. Mas o terror logo se instala no local. Ótimo e injustamente esquecido slasher canadense ambientado dentro de um hospital.

É impressionante como este filme é pouco comentado, um roteiro (de Brian Taggert) que utiliza as convenções do slasher para trabalhar uma alegoria sobre a violência doméstica, discutindo o porte de arma como opção contra este tipo de abuso.

A protagonista, vivida por Lee Grant, uma ativista feminista, sofre perseguição por defender na televisão uma mulher que atirou no marido que a agredia. A opinião pública não pensou duas vezes antes de destruir a imagem da vítima, o psicopata é apenas uma projeção deste viés ideológico distorcido, uma crítica corajosa que é estabelecida logo na primeira cena, dando o tom da obra, que remete aos thrillers iniciais de Brian De Palma.

Vale destacar no elenco a presença sempre carismática de William Shatner, o eterno Capitão Kirk, de “Jornada nas Estrelas”.

  • Você encontra o filme em DVD e, claro, garimpando na internet.

RECOMENDAMOS



Viva você também este sonho...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui