No “Dica do DTC”, a nova seção do “Devo Tudo ao Cinema”, a intenção não é entregar uma longa análise crítica, algo que toma bastante tempo, mas sim, uma espécie de drops cultural, estimulando o seu garimpo (lembrando que só serão abordados filmes que você encontra com facilidade em DVD, streaming ou na internet). O formato permite que mais material seja produzido, já que os textos são curtos e despretensiosos.

***

A Volta Para o Adeus (All The Way Home – 1963)

Mary Follet (Jean Simmons), uma esposa e mãe do Tennessee, lida com a perda de seu marido (Robert Preston) e a necessidade de criar seu filho (Michael Kearney) sozinha.

Jean Simmons foi uma das maiores atrizes de sua geração, quem duvida pode confirmar nesta pérola de pura sensibilidade, uma trama inteligentemente minimalista, que adapta o livro autobiográfico de James Agee, “Uma Morte em Família”, da época em que a indústria produzia filmes para um público adulto psicologicamente maduro, algo hoje em extinção.

Quando um acidente de carro interrompe a vida do pai, o homem que mantinha financeiramente a família, um menino precisa encontrar forças para compreender a tragédia. É lindo como o roteiro inicia mostrando pai e filho na sala de cinema assistindo Chaplin, deixando claro logo nos primeiros minutos o forte laço de amizade entre os dois.

O primeiro ato enfatiza o aprendizado, vemos o pai corrigindo carinhosamente os erros da criança, ensinando a importância de viver sem julgar outrem, o valor do respeito aos mais velhos, como no emocionante encontro com a bisavó, em suma, o espectador é levado a nutrir real afeto por aquele homem, facilitando a identificação emocional com o pequeno quando o seu mundo desaba, e, claro, com a viúva extremamente apaixonada, que vive o maior desafio de sua vida.

A interação do menino com a mãe na segunda metade do filme é o ponto alto, as cenas gradativamente ganham peso dramático, conduzindo ao momento mais forte no desfecho, quando o filho expressa plenamente sua dor.

Prepare o lenço, o impacto da obra vai se manter em seu coração dias após a sessão.

  • Você encontra o filme garimpando na internet.

RECOMENDAMOS



Viva você também este sonho...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui