Granizo (2022)

Após receber uma chuva de críticas por não prever uma terrível tempestade, um famoso meteorologista (Guillermo Francella) volta para sua cidade natal e inicia uma jornada de autodescoberta.

Se você é um estudioso dedicado desta arte, não estranhou o nome do diretor argentino, Marcos Carnevale, ele foi o responsável por um dos romances mais encantadores do cinema moderno, “Elsa e Fred” (2005), abordando a paixão no crepúsculo da vida, obra que ganhou anos depois uma refilmagem norte-americana pouco inspirada, e também comandou uma pérola injustamente esquecida, “Anita” (2009), protagonizada por Alejandra Manzo, uma jovem com Síndrome de Down.

Ele retorna com “Granizo”, roteirizado por Fernando Balmayor e Nicolás Giaconone (de “Birdman” e “Biutiful”), entregando com competência uma história que é muito mais do que aparenta ser na superfície.

granizo - Crítica de "Granizo", de Marcos Carnevale, na NETFLIX

Carnevale entrega um produto muito simpático, leve, cômico, pleno em coração e com toques adoráveis de realismo mágico, mas, por baixo deste verniz, o filme injeta uma espirituosa crítica à estúpida “cultura do cancelamento”, cabresto politiqueiro, galho da mesma árvore podre do “politicamente correto”, que, alimentado pelo desprezo intelectual da massa que a abraça sem pensar duas vezes, promove um estrago que provavelmente será estudado no futuro com assombro, quando o processo de infantilização financiado pelo sistema for interrompido e os adultos lúcidos e emocionalmente maduros retomarem as rédeas da sociedade.

E, sendo coerente ao leitmotiv, o roteiro também trabalha o embate entre a sabedoria autodidata movida pelo amor e o conhecimento adquirido na busca do aval acadêmico, assim como aproveita o ensejo para tirar um sarro da bizarra bolha das celebridades. Vale ressaltar que o recurso da computação gráfica em uma sequência no terceiro ato, que homenageia os filmes-catástrofe, elemento que poderia prejudicar a imersão, não se torna uma distração, infelizmente o mesmo não pode ser dito sobre a execução da subtrama envolvendo um motorista de táxi, mas é um problema estrutural que é compensado pela qualidade dos diálogos e pelas reflexões que são suscitadas no desfecho.

“Granizo” é uma ótima opção que ganha muito em revisão, quando a mensagem real da trama se torna mais clara.

Cotação: 3 5 stars - Crítica de "Granizo", de Marcos Carnevale, na NETFLIX

RECOMENDAMOS



Viva você também este sonho...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui